2 pensamentos sobre “Decoração de Natal em condomínio, o que pode?

  1. Amigo, boa noite?
    atualmente moro em um residencial aqui no estado do Goiás onde surgiu um problema na tubulação de água da área comum do condomínio ( em frente ao parquinho), e isso só passou a ser notado por todos condôminos porque em todas faturas de água dos condôminos de 104 apartamentos veio um valor de R$ 91,14 reais. Pelo fato dessa conta ter vindo muito alta agente resolveu ir ao Procon atrás dos nossos direitos ou saber como agir perante esse problema, a princípio fomos orientados a todos pagarem suas contas e depois correr atrás do prejuízo no fórum.
    No entanto falamos com a construtora e ela veio aqui com um caça-vazamento demarcou no chão onde teria um cano vazando escavaram e disseram que a culpa era da concessionária de água do estado, (dentro do condomínio). Por fim no primeiro momento não acharam nada de cano estourado ai no outro dia novamente a construtora foi acionada e acabaram achando o cano e arrumaram.

    O condominio tem somente dois anos e meio e todos têm uma garantia de 5 anos, pergunto se essa obra tem que ser custeada pelos condôminos ou pela construtora?

    Quanto a conta de água que veio dizendo na fatura mensal que foi de área comum é certo os condôminos pagarem e se pagarem cabe recorrer a concessionária?

    No primeiro momento estávamos culpando a administradora do condomínio de isso ter caído nas nossas contas, é certo? É culpa do síndico?

    Os condôminos querem processar alguém, quem seria o caso?

    Importante dizer que o condomínio mais de 80% dos moradores são inadimplentes da taxa mensal…

    A bronca é o porque esse valor veio nas contas, e segundo a concessionária do estado o síndico autorizou esse rateio de 10 mil reais e ele alegou que não autorizou nada.

    O que devemos fazer, ajuda nós ai.

    E o que devemos fazer pra tirar a administradora daqui e processar ela e se for o caso também processar a construtora se e que cabe algum tipo de processo?

    Curtir

    • Olá! Ante a complexidade do caso narrado, seria necessário contratar um advogado, pois, em tese, se for problema decorrente de construção, o ônus é do construtor.

      Curtir

Comente e Compartilhe

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s